segunda-feira, 7 de março de 2011

Falta de Zyprexa® (Olanzapina 10 mg) na Farmácia do Estado da Bahia leva paciente a morte segundo a mãe do paciente, Idália Oliveira Modesto, 54.


Nota de C&T:
O medicamento de marca Zyprexa® (referência) é caro, pode chegar até R$ 700,99 a caixa com 28 comprimidos para se comprar em farmácia comum, motivo que justifica para que o Estado não deixe faltar o produto. Trata-se de uma obrigação constitucional do Estado.
Têm no mercado os genéricos e um similar que proporcionam uma economia enorme para o Estado que tem preços máximos de 455,64 e R$364,50 respectivamente praticados nas farmácias comuns, mas como se trata de licitação pública, este preço cai bastante, dificilmente a SESAB pagaria mais de R$200,00 pela caixa do similar ou genérico. O preço registrado para o produto de marca (Ziprexa) recentemente foi de R$ 386,40.
Esta falta de produtos essenciais têm sido uma constante em muitas Secretarias de Saúde dos Estados. Vamos denunciar ao Ministério Público! Façam valer seus direitos de Cidadãos.
Nota postada por Teófilo Fernandes.

O ex-comerciário Fábio Roberto Oliveira Modesto, 31, enforcou-se em casa na última sexta-feira (25), no bairro da Liberdade, após mais uma forte crise do distúrbio psiquiátrico. Ele sofria de esquizofrenia e dependia da medicação distribuída gratuitamente pelo governo do Estado.
A última vez que ele conseguiu obter a caixa do remédio Olanzapina 10 mg, cuja caixa dura um mês, foi no dia 10 de outubro. “A culpa de meu filho ter morrido é do Estado”, desabafa a mãe do rapaz, Idália Oliveira Modesto, 54.
Segundo a presidente da Associação Psiquiátrica da Bahia, Miriam Gorender, a falta de remédios pode vitimar outros doentes: “Os pacientes estão surtando em massa. Se essa situação continuar, essa morte não vai ser a única”, ela adverte.
A Secretaria de Saúde, em 25 de janeiro, previu a regularização da situação dentro de uma semana, o que não ocorreu. Informações do A Tarde
Fonte: http://www.samuelcelestino.com.br/noticias/noticia/2011/03/02/87620,sem-remedios-doente-mental-se-enforca.html#