terça-feira, 19 de março de 2013

AstraZeneca reduz 1600 postos de trabalho em três anos


19/03/2013 - 08:34
A britânica AstraZeneca prevê eliminar cerca de 1600 postos de trabalho nos próximos três anos, a maioria no Reino Unido e nos EUA, no âmbito da reformulação das actividades de investigação e desenvolvimento (I&D), avança o jornal económico OJE.

A companhia anunciou na segunda-feira os planos de investimento para o período de 2013-2016 nos centros estratégicos de I&D no Reino Unido, nos EUA e na Suécia, com o intuito de melhorar a produtividade e passar a líder global em termos de inovação farmacêutica. O objectivo é reduzir a complexidade e eliminar custos desnecessários.

Com a reestruturação, além da supressão de 1600 empregos, serão realocados perto de 2500 trabalhadores. Esta medida irá gerar uma receita anual de cerca de 147 milhões de euros em 2016, declarou a multinacional.

No âmbito das alterações, a área de I&D em moléculas biológicas será concentrada em Cambridge, no Reino Unido, em Gaithersburg, nos EUA, e em Mölndal, na Suécia.

A nova estratégia passa também por aproximar os cientistas de laboratório dos grupos reconhecidos de biociências, para facilitar o acesso ao talento, bem como as oportunidades de colaboração e parcerias. Além de que, na opinião dos responsáveis da empresa, vão melhorar a cooperação entre os funcionários, criando um ambiente mais "dinâmico".