sábado, 14 de fevereiro de 2015

Fraudes ameaçam a vida dos consumidores de forma assustadora até mesmo na maior economia do mundo.

"Suplementos com supostas fraudes são tirados das prateleiras nos EUA
Exames de DNA constataram que 79% não tinham o ingrediente ativo que aparecia no rótulo ou estavam contaminados com arroz, feijão e até areia.
 
Nos Estados Unidos, mais de 20 marcas de suplementos alimentares foram retiradas das prateleiras. As autoridades investigam possíveis fraudes na composição desses produtos.

Mais de 150 milhões de americanos têm o hábito de tomar suplementos: Ginko Biloba para a memória, Ginseng para aumentar as defesas do organismo.

São 65 mil tipos à venda, um mercado que virou alvo do procurador-geral de Nova York. Ele mandou quatro redes de supermercado e farmácia retirar das prateleiras 24 suplementos. Exames de DNA constataram que 79% não tinham o ingrediente ativo que aparecia no rótulo ou estavam contaminados com arroz, feijão e até areia.

"Muitos suplementos que as pessoas tomam para manter a saúde representam um perigo para quem tem alergia ou toma remédios", disse o procurador.

Os suplementos não são testados pelo governo antes de chegar ao mercado. A FDA, a agência que regula os medicamentos nos Estados Unidos, determina apenas que as empresas garantam a segurança e a rotulagem adequada dos produtos.

O presidente da associação dos fabricantes criticou a metodologia do exame divulgado pelo procurador. "O DNA nem sempre aparece no produto final, mas isso não quer dizer que a substância não esteja lá", afirma.

Mesmo contrariadas, as lojas suspenderam a venda dos produtos com problemas, mas de olho na maioria, que continua sendo vendida e movimenta todo ano o equivalente a R$ 16 bilhões."

Fonte: http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2015/02/suplementos-com-supostas-fraudes-sao-tirados-das-prateleiras-nos-eua.html